18ª edição do Sigma-Múndi debateu política e economia mundial

O decreto assinado pelo presidente que flexibiliza as regras do porte de arma levantou discussões sobre a política de desarmamento e o direito à legítima defesa nos debates do comitê da Câmara dos Deputados na 18º edição do Sigma-Múndi. O projeto leva para a escola simulações de conferências promovidas por organizações nacionais e internacionais que discutem assuntos políticos, sociais e econômicos.

Os alunos do 9º do Ensino Fundamental – Anos Finais e do Ensino Médio também participaram de simulações de reuniões da Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), do Senado Federal, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), da United Nations Security Council (UNSC) e outros.

Quem não quis participar dos debates, mas narrar detalhes de cada discussão, pôde participar do Comitê de Imprensa. Composto por alunos, o comitê simula a rotina de uma redação de um veículo de comunicação e faz a cobertura on-line do projeto. Para inovar, os integrantes do comitê conseguiram também fazer a primeira transmissão da TV Sigma-Múndi. “Os estudantes tiveram a oportunidade de realizar o papel de jornalistas e transmitirem os acontecimentos do evento para os participantes e para quem estava de fora da escola”, conta Paulo Macedo, professor coordenador do Sigma-Múndi.

Segundo Macedo, a iniciativa é uma forma dos alunos vivenciarem novas experiências, desenvolverem oratória e aprenderem a resolver problemas de forma rápida e prática. A atividade é multidisciplinar, exigindo dos alunos conhecimento em diversas áreas como história, geografia, redação, português, sociologia, artes e outros.