Sigma+Família reúne familiares e alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental – Anos Iniciais em uma manhã de integração

União e integração, esses são os objetivos do projeto Sigma+Família. No dia 29 de setembro, familiares de alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental – Anos Iniciais de todas as unidades participaram de diversas atividades lúdicas e colaborativas na unidade 912 Sul, cuidadosamente planejadas pela equipe pedagógica, em clima de muita confraternização.

Promovido pela escola, o evento contou com mais de 30 oficinas de integração. Crianças e adultos experimentaram, compartilharam vivências e aprenderam juntos. De forma colaborativa, pais e filhos puderam fortalecer ainda mais os vínculos entre si e com a escola. “A nossa intenção foi criar um evento em que os momentos vividos por todos fossem significativos e ficassem na memória de cada um ali”, afirma a supervisora pedagógica da Educação Infantil e do Ensino Fundamental – Anos Iniciais, Maria Itelvina Prateado. Ela conta que o encontro foi, também, uma comemoração pelos 35 anos do Sigma. “Foi um dia para resgatar a história da escola e reforçar os valores e a importância da instituição na vida de tantas famílias”, completa.

Com espaços planejados para oferecer às famílias aconchego e descontração, o Sigma+Família contou com a participação dos alunos na organização do evento. Eles produziram diversos materiais para a ambientalização da festa, transformando a escola em uma grande galeria de arte. “Além disso, foi criada uma grande área de piquenique, onde as famílias puderam descontrair, relaxar, confraternizar, de modo que todos pudessem vivenciar os valores do Sigma”, comenta Maria Itelvina.

Para atender a todos, o Sigma+Família foi dividido em oficinas de diversas áreas. As salas de aula tornaram-se espaços de aprendizagem, como dobradura, brinquedos antigos, patchwork, pintura, dicas sobre educação financeira, esculturas com argila, música, dança, mini-chefes, entre várias outras. Já as quadras da escola foram ocupadas com atividades relacionadas à tecnologia, à arte circense, a esportes cooperativos, a circuito de psicomotricidade e a brincadeiras em geral.

O projeto teve, ainda, duas atrações especiais: a fundadora do grupo Matizes Dumont, que retrata a história das populações ribeirinhas em telas e painéis bordados, e Jonas Ribeiro, autor de literatura infantil.  A bordadeira dona Antônia Dumont promoveu uma oficina para ensinar as técnicas de bordado para adultos e crianças. Outra interação com o grupo Matizes foi a mostra de releitura – produzida pelos alunos – das obras do grupo.  Os familiares puderam apreciar a visão das crianças sobre o trabalho das bordadeiras, retratado na exposição Entre Rios, Entre Nós, realizada pelo Matizes no Museu Nacional e visitada pelos alunos no início do ano.

Já o premiado escritor Jonas realizou uma manhã de autógrafos e contou algumas das suas famosas histórias, como a da Bruxa Cremilda, aos alunos.