Sigma+Futuro: Ao Futuro e Além e o Futuro das Profissões

Você sabe o que vai acontecer daqui a 10 anos? Com essa pergunta, Luísa Daldegan e Giovanna Baptista, ex-alunas do Sigma e fundadoras da empresa Dois Pontos, iniciaram o projeto Sigma+Futuro: Ao futuro e além, evento realizado no dia 16 de abril. O evento também contou com a presença de jovens talentosos que estão deixando sua marca no mundo do trabalho: João Doederlein, também conhecido como @Akapoeta; Luís Boani, fundador da empresa Loope e empreendedor em educação; e Kelvin Saegussa, finalista do prêmio que reconhece jovens até 29 anos que geraram impacto nas organizações que pensam as profissões do futuro.

Semelhante ao TED Talks, a palestra reuniu, na unidade 912 Sul, alunos, colaboradores, pais e responsáveis para debater sobre o futuro do mercado de trabalho, que vem se transformando a cada dia e sobre o impacto da 4ª Revolução Industrial ou Era Digital nas carreiras atuais e nas novas profissões. “Percebemos que era o momento ideal para conversar com os alunos – que estão em fase de definição do curso universitário – sobre o tema, mostrando como está o cenário atual e o que o futuro reserva”, comenta a Diretora Pedagógica do Sigma, Natália Rocha. “Além disso, decidimos trazer ex-alunos que estiveram sentados na mesma cadeira que eles e hoje desenvolvem profissões com habilidades diferenciadas”.

As jovens empreendedoras pontuaram que, em um futuro próximo, novas profissões em diversas áreas irão surgir e muitas atividades se tornarão automatizáveis. As empresas não deixarão de contratar profissionais, mas irão focar em outras competências, além das técnicas. “O conhecimento científico qualificará para a vaga, mas a indústria está à procura de pessoas com habilidades interpessoais, que consigam liderar equipes, resolver problemas de forma ágil e que tenham inteligência emocional e criatividade”, afirma Giovanna Baptista. Para ela, é importante que o jovem esteja sempre estudando e se capacitando para gerar um impacto positivo na área de atuação.

Luísa Daldegan apontou, também, que os projetos do Sigma – como Anjos do Sigma, Semana Cultural, Sigma-Múndi – são oportunidades que a escola dá para os alunos desenvolverem competências interpessoais. Além disso, Daldegan afirmou que a principal ferramenta para alcançar sucesso na carreira é o senso de propósito. E que, apesar de ser um processo de autoconhecimento e de não ser fácil de identificar qual a sua missão no trabalho e na vida pessoal, é o que ajuda a alcançar alto desempenho. “Combinar o que você busca com o que é realizado pela empresa onde você vai trabalhar é fundamental para construir uma parceria de sucesso”, comenta.

Os três convidados especiais – João Doederlein, Luís Boani e Kelvin Saegussa – contaram um pouco das próprias histórias e de como chegaram às carreiras atuais. Durante um bate-papo, eles tiraram algumas dúvidas sobre as profissões que exercem, sobre as mudanças e as transformações nas áreas em que atuam. O educador financeiro Kelvin Saegussa, de 22 anos, pontuou que é fundamental os jovens pesquisarem e se atualizarem sobre as áreas em que têm interesse e aproveitarem as oportunidades que aparecerem. “É o momento de usar as informações de forma adequada para conseguir se posicionar perante as diversas mudanças que podem ocorrer”.

 

Semana das Profissões

O Sigma+Futuro: ao futuro e além foi a palestra de abertura da Semana das Profissões. Durante o ano de 2019, os alunos terão a oportunidade de conhecer e tirar dúvidas sobre diversas profissões. Em abril, os jovens participaram da Semana das Engenharias, na qual profissionais e estudantes da área apresentaram os cursos e o mercado de trabalho. Em maio, os estudantes conhecerão mais de perto os cursos da área da Saúde. Para o segundo semestre, já está programada a Semana de Humanas.